Quem viaja encontra os segredos antigos mas perde os sapatos novos

Quem viaja encontra os segredos antigos mas perde os sapatos novos, de rui de almeida paiva, sem nunca o premeditar, circunscreve uma hipótese para o encontro entre a ciência e a literatura. No decurso do livro o narrador apresenta-nos uma ciência muito particular – a Morfoetologia. Com ela, lança-se numa viagem (interior?) por lugares inóspitos, inexplorados, até julgar estar próximo da sua mais importante descoberta. Tão perto que é engolido por ela.

Ler +

Anúncios

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: